Header Ads

Principais notícias
recent

Deputado José Adécio emite nota após ter mandato cassado pelo TRE



O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte cassou, nesta quinta-feira (5), os diplomas da prefeita e do vice-prefeito de Pedro Avelino, Neide Suely Muniz Costa e Nilton Mendes por abuso de poder econômico e político, além de "conduta vedada". Na mesma ação, o deputado estadual José Adécio foi condenado à inelegibilidade, por oito anos, junto com eles.



Nesta sexta-feira (06) o deputado José Adecio emitiu uma nota de esclarecimento afirmando que continuara honrando o mandato e que 


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Confiante na Justiça brasileira, continuarei honrando o mandato concedido pelo povo do Rio Grande do Norte, consciente que não cometi nenhum crime, não afrontei a legalidade.

Oposicionistas inconsequentes querem atribuir a mim atos que não pratiquei, alegando que eu teria influenciado na vitória da então candidata a prefeita de Pedro Avelino, Neide Suely, ao participar na minha terra natal, em 2016, do Programa Vila Cidadã, do Governo do Estado, previsto e regulamentado em Lei.

Com todo respeito aos magistrados locais, gozarei do direito de recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral do RN, indo buscar a reparação do que considero um equívoco, a iniciar pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Estou à disposição da Justiça, como sempre estive, de maneira transparente, trabalhando com ética, em prol da coletividade potiguar.

Natal(RN), 06 de abril de 2018.

José Adécio Costa
DEPUTADO ESTADUAL








Os desembargadores determinaram que, após a publicação do acórdão, ele seja comunicado imediatamente ao Juízo da 17ª Zona Eleitoral e à Câmara de Vereadores de Pedro Velho para que haja afastamento imediato da prefeita, do vice-Prefeito e do vereador.

Na mesma decisão, foi determinada a inelegibilidade de Neide Suely Muniz Costa, Nilton Mendes, Francisco Antônio Soares e do Deputado Estadual José Adécio Costa. A prefeita é esposa do deputado José Adécio.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.